CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS NA PRÁTICA

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS NA PRÁTICA

Artigos

Funções dos empregados do Condomínio


Zelador do Condomínio

O que o zelador faz?


É responsabilidade do zelador checar o bom funcionamento de todos os equipamentos do condomínio e as boas condições da estrutura predial. Caso seja encontrado algum problema destes ou em relação a outros funcionários e condôminos, ele deve comunicar ao síndico.

Cumprir e zelar pelo cumprimento das determinações do síndico, da Convenção do condomínio e do Regulamento Interno e distribuir as tarefas e equipamentos necessários para os outros empregados, também são funções do zelador.

A atuação do zelador será mais eficiente se ele se dedicar à manutenção preventiva, ao invés de apenas localizar os problemas em si. Logo, deve fazer vistorias periodicamente em todo o condomínio, principalmente o estado dos elevadores (para isto existem cursos para segurança em elevador nas empresas credenciadas na Prefeitura).

É importante que a pessoa contratada para este cargo tenha iniciativa para prever problemas, noções de segurança e de funcionamento de equipamentos, organização e planejamento para poder lidar com outros funcionários e os condôminos.

Dica: o zelador deve ter alguns telefones úteis sempre à mão: delegacia mais próxima, corpo de bombeiros, empresa de manutenção/ conservação do elevador, outras empresas sob contrato de manutenção com o condomínio.


Qual o dever do porteiro?


Portaria de condomínio
A maior parte das invasões a condomínios se dá pela portaria de pedestres, por falta de procedimentos corretos de segurança dos porteiros. Por isso, seu treinamento adequado é fundamental.

Ao atender visitantes, o portão somente pode ser aberto após avisar o morador e obter sua autorização e surgindo a dúvida, deve solicitar ao morador para vir identificar tal visitante, mantendo-o ainda do lado de fora.

No caso de entrega de encomendas tem que avisar o condômino e solicitar sua presença na portaria. Na ausência do condômino, pode receber e guardar a encomenda para, posteriormente, ser retirado por um morador ou entregue por um funcionário. Jamais deve permitir que o entregador leve pessoalmente a encomenda.

Prestadores de serviços:


Avisar o condômino e só abrir a porta mediante autorização do morador. Depois que entrar, pedir crachá com foto e anotar os dados de seus documentos. Se for prestador de serviço para o condomínio, só abrir a porta depois de autorizado pelo zelador e também se deve pedir o crachá e anotar os dados.

Em caso de obras no condomínio, só permitir o acesso de funcionários listados pela empreiteira, portando crachá com foto. Em caso de dúvida, deve chamar o zelador.

Os porteiros e seus substitutos devem ser alertados quanto aos "disfarces" para invadir os condomínios. Nos horários de limpeza e recolhimento de lixo, manter as entradas do edifício fechadas.

Na entrada ou saída de pessoas do condomínio, somente abrir o portão após verificar se não há suspeitos próximos.  E não devem aceitar a guarda de chaves das unidades e dos automóveis dos moradores nem comentar sobre a vida pessoal dos condôminos, como horários em que podem ser encontrados e outras informações.

É interessante que seja instalada uma linha telefônica na portaria, para que se possa acionar rapidamente a polícia ou os bombeiros em caso de emergência, sem depender do zelador - que pode não estar no condomínio na hora.

Neste caso, é conveniente pregar no telefone uma lista com o telefone da delegacia mais próxima, bem como do Corpo de Bombeiros e da conservadora do elevador.

Faxineiro


Eles executam todos os serviços de limpeza e conservação das áreas comuns dos condomínios. Aprimorar suas funções e métodos de trabalho, oferecendo equipamentos e material adequado, é vantagem para condomínio e funcionário.

Vigia - administradora de condomínios

Vigia


Um vigia, normalmente, faz o mesmo trabalho de um Porteiro, só que um Porteiro pode ser Diurno ou Noturno e o vigia só noturno.

A contratação de um serviço de vigilância armada nem sempre traz segurança ao condomínio. Pode, pelo contrário, representar fator extra de perigo, caso a empresa contratada não estiver com os papéis em ordem, e os vigilantes, bem treinados. Amedrontados e acuados pela violência crescente, no entanto, os condomínios brasileiros vêm ignorando os riscos da contratação de empresas ilegais. Tomar cuidado com contratação de empresas de Terceirização de serviços, atentar para as Certidões Federais e buscar referências.