CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS NA PRÁTICA

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS NA PRÁTICA

Artigos

Administradoras

A produtividade, marketing, administração por objetivos, centro de custos, etc., são temas freqüentes no dia-a-dia das empresas e profissionais atualizados.O condomínio, como a empresa também vem se modernizando, e administrados por pessoas competentes e de bom senso,,vem se cercando de meios e recursos que torne a vida em comunidade mais amena e mais feliz. Hoje, torna-se cada vez mais encontrarmos um sindico ?faz tudo? emite os recibos das cotas do condomínio,faz a cobrança, realiza os pagamentos,elabora a folha dos funcionários, vai ao banco fazer depósitos,conserta a bomba fazer depósitos,conserta a bomba que quebrou, fica na portaria na falta do funcionário, enfim, o sindico total. A divisão de tarefas, é primordial e dentre as formas de delegação (subsíndico, comissão de obras, etc.) a lei do condomínio prevê a figura da Administradora de imóveis. O artigo 22$ 2° diz ?As funções administrativas podem ser delegadas a pessoa de confiança do sindico, e sob a sua inteira responsabilidade, mediante aprovação da Assembléia Geral dos condôminos?.

Dos acima exposto, podemos deduzir:

O sindico somente pode delegar as suas funções administrativas, não podendo, entrementes transferir a sua principal função á terceiros , que é a de representar os condôminos .

O sindico ao delegar suas funções administrativas, assume todos os atos praticados pelo mandatário escolhido. A delegação de poderes tem que ser aprovada pela Assembléia Geral.

Apesar da lei não especificar se a delegação das funções administrativas, poderá ser pessoas físicas ou jurídicas,, o entendimento é de que tanto uma quanto a outra poderá assumir o encargo.

fonte: raneadm